top of page
Buscar
  • Foto do escritorDr. Ever Rodriguez

O QUE É UVEÍTE E COMO AFETA SUA VISÃO?

Atualizado: há 3 dias

A uveíte é uma condição inflamatória que afeta a úvea, a camada intermediária do olho composta pela íris, corpo ciliar e coróide. Embora tratável, pode causar complicações sérias, incluindo perda permanente de visão se não tratada adequadamente.


A uveíte é responsável por aproximadamente 10% das causas de cegueira nos EUA e na Europa, e até 25% mundialmente. A prevalência da uveíte é de 58-121 casos por 100.000 pessoas nos EUA e pode chegar a 730 casos por 100.000 pessoas no mundo em desenvolvimento.

 

Embora a maioria dos casos ocorra entre 20 e 60 anos de idade, o risco aumenta após os 65 anos. Mulheres têm taxas ligeiramente mais altas de uveíte.


Anatomia do Olho identificando a Úvea
Anatomia do Globo Ocular

CLASSIFICAÇÃO DA UVEÍTE


A uveíte ocorre quando a úvea inflama, resultando em dor, vermelhidão, irritação e alterações na visão. Dependendo da área do olho afetada, pode ser classificada como anterior, intermediária, posterior ou panuveíte (quando todas as áreas são afetadas).


  • Uveíte Anterior: Esta forma afeta a parte frontal do olho, incluindo a íris. É comumente associada a sintomas como dor ocular, vermelhidão e sensibilidade à luz.

  • Uveíte Intermediária (Pars Planitis): Nesta condição, a inflamação ocorre no corpo ciliar, na retina periférica e na base do vítreo. Isso pode levar à presença de células inflamatórias na cavidade vítreo, resultando em sintomas como aumento de moscas volantes e visão embaçada.

  • Uveíte Posterior: A inflamação se concentra na parte posterior do olho, afetando a retina e a coroide. Os sintomas principais incluem dor ocular, alterações no campo visual e comprometimento da visão.

  • Panuveíte: Esta é a forma mais grave de uveíte, pois afeta todas as áreas do olho


Uveítes anterior, intermediaria e posterior
Classificação anatómica das Uveítes

A uveíte também pode ser classificada de acordo com o tempo que duração


  • Uveíte aguda: Dura algumas semanas..

  • Uveíte Crônica: Persiste por mais de três meses, com sintomas que podem variar ao longo do tempo.

  • Uveíte recorrente: Episódios inflamatórios intermitentes, espaçados por meses


O QUE CAUSA A UVEÍTE?


As causas da uveíte são variadas e muitas vezes desconhecidas. Entre 50% e 70% dos casos são idiopáticos, ou seja, a causa exata é desconhecida. No entanto dentro das causas conhecidas podem ser incluídos processos traumáticos, inflamatórios, infecciosos e doenças neoplásicas.


DOENÇAS INFLAMATÓRIAS SISTÉMICAS 

  • Espondilite Anquilosante, uveíte anterior associada a HLA-B27, Doença Inflamatória Intestinal

  • Artrite Idiopática Juvenil

  • Artrite reumatóide, Lúpus Eritematoso Sistémico

  • Sarcoidose, Doença de Behçet (DB), Nefrite Túbulo-Intersticial (TINU).

  • Esclerose Múltipla

  • Doença de Vogt-Koyanagi-Harada


ESCLERITE ANTERIOR em paciente com Artrite Reumatoide
ESCLERITE ANTERIOR na Artrite Reumatóide

DOENÇAS NEOPLÁSICAS (SÍNDROME MASCARADA)  


As síndromes mascarada de uveíte são um conjunto de doenças oculares que podem imitar a inflamação intraocular crônica. Malignidades como linfoma intraocular primário, leucemia, melanoma uveal, retinoblastoma, lesões metastáticas e síndromes paraneoplásicas podem se apresentar como uveíte.


DOENÇAS INFECCIOSAS

A uveíte pode ser desencadeada por uma variedade de agentes infecciosos, incluindo vírus, bactérias, fungos e parasitas. 

  • VÍRUS

    • Vírus herpes simplex (HSV), vírus varicela-zoster (que causa varicela e herpes zoster) e o citomegalovírus (CMV). 

    • HTLV-1 e HIV

  • BACTÉRIAS

    • Sifilis, tuberculose, bartonella, leptospira

  • FUNGOS

    • Candida (candidíase) e Aspergillus (aspergilose), criptococose.

  • HELMINTOS

    • Toxocara, cisticercose

  • PROTOZOÁRIOS

    • Toxoplasma gondi


É essencial entender os diferentes agentes infecciosos que podem desencadear a uveíte para um diagnóstico e tratamento adequados

Lesão cicatricial da TOXOPLASMOSE no fundo de olho, causando perda visual grave
Coriorretinite por TOXOPLASMOSE na área macular

LESÕES

Traumas oculares podem causar inflamação.



SINTOMAS


Os sintomas podem surgir repentinamente e variar dependendo da parte do olho afetada. Eles incluem dor ocular, vermelhidão, sensibilidade à luz, visão embaçada e aumento de moscas volantes.


Olhos com Uveíte vs Olhos Saudáveis
Comparação entre Olhos com Sintomas de Uveíte e Olhos Normais

COMPLICAÇÕES

Sem tratamento adequado, a uveíte pode levar a complicações graves, como:


  • Catarata: Opacidade do cristalino, prejudicando a visão.

  • Glaucoma: Aumento da pressão intra ocular, que pode danificar o nervo óptico.

  • Edema Macular Cistóide: Acumulo de líquido na mácula, a área central da retina responsável pela visão detalhada.

  • Descolamento de Retina: Separação da retina do fundo do olho.

  • Perda de Visão e Cegueira: Em casos severos e não tratados.


Catarata Desenvolvida após Uveíte
Catarata Secundária à Uveíte

DIAGNÓSTICO


Diagnosticar a uveíte requer um exame oftalmológico completo. Os procedimentos incluem:

 

  • Testes de acuidade visual: Avaliam a clareza da visão.

  • Exame com lâmpada de fenda: Permite a inspeção detalhada das estruturas anteriores e posteriores do olho.

  • Tonometria: Mede a pressão intraocular.

  • Retinografia colorida: Captura imagens da retina.

  • Tomografia de coerência óptica (OCT): Fornece imagens detalhadas das camadas da retina.

  • Angiofluoresceinografia: Visualização dos vasos sanguíneos da retina usando corante fluorescente.

  • Angiografia com Indocianina Verde: Avaliação dos vasos sanguíneos da coroide.

  • Angiofluoresceínografia: Avalia a circulação sanguínea na retina e na coroide.


Exames de sangue e de imagem, como raios-X, tomografia computadorizada (TC) de tórax e ressonância magnética (RM), podem ser necessários para identificar causas subjacentes.


TRATAMENTO


O tratamento da uveíte depende da causa subjacente e da gravidade da inflamação:

 

  • Colírios anti-inflamatórios: Reduzem a inflamação.

  • Colírios midriáticos: Dilatam a pupila para aliviar a dor e prevenir aderências.


Para casos mais graves ou persistentes:

 

  • Medicamentos orais: Incluem corticosteroides ou imunossupressores para reduzir a inflamação sistêmica.

  • Injeções oculares: Administram medicamentos diretamente no olho para controlar a inflamação.


Se a uveíte for causada por uma infecção, o tratamento pode incluir:

 

  • Antibióticos: Para infecções bacterianas, como sífilis e tuberculose.

  • Antivirais: Para infecções virais, como citomegalovírus (CMV) e herpes.

  • Antifúngicos: Para infecções fúngicas, como candidíase e aspergilose.

  • Antiparasitários: Para infecções por parasitas, como toxoplasmose.


O objetivo principal do tratamento é controlar a dor, reduzir a inflamação e tratar qualquer causa subjacente para prevenir complicações e preservar a visão.

 

Consultar um oftalmologista especialista em Uveítes e Inflamações Intra-Oculares é crucial para um diagnóstico preciso e um plano de tratamento adequado.


Injeção Intravítrea
Injeção Intravítrea para tratamento de Uveite

A IMPORTÂNCIA DO TRATAMENTO IMEDIATO


A uveíte requer tratamento imediato para prevenir complicações sérias. Se você notar sintomas como olhos vermelhos, dor ocular, sensibilidade à luz ou visão embaçada, consulte um oftalmologista imediatamente. Um diagnóstico precoce e um tratamento adequado são fundamentais para proteger sua visão e prevenir a cegueira.

 

Lembre-se, a uveíte não é contagiosa, mas as infecções que podem causá-la são. Portanto, manter-se atualizado com vacinas e cuidar da saúde geral é crucial.

 

A uveíte é uma condição séria que pode afetar gravemente sua visão. No entanto, com a detecção precoce e o tratamento adequado, é possível controlar os sintomas e prevenir complicações. Não ignore os sinais; procure ajuda médica especializada e cuide da sua saúde ocular para garantir uma visão clara e saudável.


Na Clínica EYECO, contamos com médicos especialistas em UVEÍTES E INFLAMAÇÕES INTRA-OCULARES de renome nacional e internacional. Para nós, sua visão é primordial, e estamos aqui para ajudá-lo a cuidar dela da melhor forma possível.


Responsável: Dr. Ever Ernesto Caso Rodriguez | CRM-SP: 160.376

Confira essa e outras informações na nossa página do Facebook ou Instagram.


Faça seu agendamento via WhatsApp

42 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page