10 DE JULHO – DIA MUNDIAL DA SAÚDE OCULAR!

10 de julho dia mundial da saúde ocular
Dia mundial da saúde ocular

No dia 10 de julho é comemorado o Dia Mundial da Saúde Ocular, que chama atenção para um tema muito importante do nosso dia-a-dia:

“As consultas frequentemente ao oftalmologista permite detectar doenças precocemente e tratá-las com grande chance de cura”.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) há em todo o mundo, 285 milhões de pessoas com deficiências visuais, sendo 39 milhões cegas. Os especialistas admitem que até 80% destes casos poderiam ser evitados.

Check-up oftalmológico anual é a melhor forma de garantir sua saúde ocular

O check-up oftalmológico é uma avaliação clínica ocular que permite a traves de exames, como biomicroscopia do segmento anterior, fundo de olho, tonometria, refração e acuidade visual, detectar possíveis doenças na fase assintomática e prevenir o aparecimento de problemas oculares graves.

É fundamental que sejam realizados periodicamente por um oftalmologista. Fique atento aos problemas visuais que podem ocorrer em cada fase da vida

  • 0 a 2 anos

Ao nascimento, é realizada a primeira avaliação oftalmológica, por meio do teste do olhinho, capaz de detectar problemas como, catarata congênita, glaucoma congênito e retinoblastoma. Se o bebê apresente lacrimejamento constante, pálpebras inchadas, secreção purulenta, olho vermelho, estrabismo, pupila esbranquiçada e assimetria, deverá ser realizada uma segunda avaliação o mais breve possível

  • 03 a 12 anos

Nessa fase, algumas crianças podem apresentam problemas como estrabismo, ambliopia (“olho preguiçoso”) e ptose (pálpebra caída) que podem ser reversíveis se tratados precocemente. Além disso, podem surgir problemas oculares chamados de ametropias (miopia, hipermetropia, astigmatismo) causando baixo rendimento escolar.

  • 13 a 20 anos

Durante a pré-adolescência e antes da fase adulta temos a maior incidência de ceratocone, doença que provoca irregularidade da córnea que pode vir acompanhado pelo hábito de coçar excessivamente os olhos. Nessa fase, também é muito comum o uso em excesso de aparelhos eletrônicos que podem causar danos à visão, como: Síndrome da Visão do Computador (CVS) e o progressão da miopia e hipermetropia.

  • Após 40 anos

A partir dos 40 anos, torna-se essencial a medição anual da pressão intraocular (tonometria), principalmente em caso de história familiar de glaucoma, e a avaliação de fundo de olho a fim de identificar danos na retina que doenças como o diabetes podem causar. Além disso, é muito comum o aparecimento da presbiopia, doença ocular caracterizada pela condição em que a lente do olho perde a sua capacidade de focar objetos de perto, sendo necessário a correção com lentes.

  • Após 65 anos

Na terceira idade é comum que as pessoas desenvolvam doenças como: catarata (principal causa de cegueira reversível no mundo) e Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI), doença ocular que afeta a área central da retina (mácula), fazendo com que haja a perda progressiva da visão.

IMPORTANTE: Somente um médico oftalmologista pode diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios.

Fontes: http://www.cbo.com.br

Responsável: Dra Yandely Choquechambi.| CRM-SP: 154.787

Confira essa e outras informações na nossa  página do Facebook.